COMPARTILHE

23 de setembro de 2020

" Aprenda a preparar o chimarrão perfeito"

"Assim como é comum comer acarajé quando se visita Salvador, ou pão de queijo quando se vai a Minas Gerais, impossível visitar o Rio Grande do Sul sem experimentar o chimarrão. Contam os historiadores que sua descoberta está atrelada aos Guaranis das terras do município paranaense de Guaíra – cerca de 3.000 indígenas famosos por sua vitalidade, força, alegria e hospitalidade, graças ao consumo da infusão dessa espécie de chá, com folhas fragmentadas da erva-mate. É o que hoje chamamos de chimarrão, bebida que se espalhou não só pelo Sul do Brasil mas também por outros estados e países vizinhos."
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/produtos-ingredientes/chimarrao-origem-e-misterios-da-bebida-simbolo-do-gaucho/
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

"A constituição do chimarrão é fácil. É composto por uma cuia, uma bomba, erva-mate e água quente, seguidos de algumas regrinhas que veremos a seguir. Para iniciar o mate tradicional, a cuia deve ser necessariamente de porongo. A bomba, por sua vez, nos primórdios era de feita de taquara (bambu), mas nos dias atuais, preferem-se outros materiais, como o metal.

A erva-mate é o segredo do chimarrão, ela define o sabor da bebida, que em geral tem um amargor típico, também podendo ser defumada ou ainda contar com misturas de chás (essa mistura é conhecida como “mate jujado”). Essa erva é originária das folhas e caules finos da árvore Ilex paraguariensis e para estar pronta para o uso, passa por vários estágios de secagem, torragem e trituração."
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/produtos-ingredientes/chimarrao-origem-e-misterios-da-bebida-simbolo-do-gaucho/
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

"Sem esquecer que a água, embora quente, não pode estar fervendo para que, com seu calor excessivo, não “queime” a erva (nem a boca) e tire as propriedades medicinais da bebida. É o que nos explica a tradicionalista Priscila Tisott, avaliadora oficial do Movimento Tradicionalista Gaúcho e Prenda do Rio Grande do Sul por três ocasiões: “costuma-se dizer que para que a água esteja na temperatura certa, deve-se desligar o fogo ao chiar da chaleira”, acrescenta Priscila.

Propriedades do chimarrão
Rico em vitaminas B1, B2 e C, bem como em sais de cálcio, ferro, sódio e magnésio, é considerado por estudiosos como um estimulante geral, tanto motor quanto vegetativo, além de diminuir a fome, auxiliar na digestão, combater a fraqueza e curar ressaca! E não para por aí: em “História do Chimarrão”, o folclorista Luiz Carlos Barbosa Lessa afirma ainda que o chimarrão desperta funções de inteligência, diminui a sensação de sede e a fadiga, tonifica o coração, diminui a produção de ureia, ajuda na função renal e ainda combate o cansaço intelectual."
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/produtos-ingredientes/chimarrao-origem-e-misterios-da-bebida-simbolo-do-gaucho/
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

 

fique por dentro das novidades

Atendimento

Precisa de ajuda?
Ligue ou faça uma visita:

(41) 99179-9493

belmate@bol.com.br

pagamento

ESTRADA DA RIBEIRA BR 476 929, BAIRRO GUARANI - COLOMBO/PR CEP 83408.000
CNPJ 13.623.371/0001-71

Copyright © Belmate 2020. Todos os direitos reservados.